Soeurs de Saint-Joseph de Cluny
http://sj-cluny.org/30-de-julho-Dia-Mundial-do-Combate-ao-Trafico-de-seres-humanos?lang=fr
      30 de julho: Dia Mundial do Combate ao Tráfico de seres humanos

30 de julho: Dia Mundial do Combate ao Tráfico de seres humanos

"O tema deste ano do Dia Mundial anti-tráfico homenageia os trabalhadores da linha da frente, as pessoas que são as primeiras a tomar medidas para acabar com este crime. São homens e mulheres que trabalham em diferentes áreas e que identificam, apoiam, aconselham e acompanham as vítimas ou combatem a impunidade dos traficantes. (Nações Unidas: francês, espanhol, inglês)


Honrando as pessoas na linha da frente

(Nações Unidas: francês, espanhol, inglês)

Em todo o mundo, a pandemia COVID-19 destacou a importância e o papel dos trabalhadores da linha da frente, enquanto as restrições de movimento impostas por muitos governos para combater o coronavírus tornaram a sua tarefa cada vez mais complexa.

Através das histórias de intervenientes da linha da frente que descrevem o seu trabalho com as vítimas, queremos destacar o seu contributo, bem como o da sua instituição, organização e equipa na luta contra o tráfico de seres humanos: agentes da lei, assistentes sociais, profissionais de saúde, pessoal das organizações não governamentais e muitos outros , que trabalham em todo o lado para proteger as pessoas vulneráveis.

Este dia será uma oportunidade para partilhar mensagens positivas, destacando o importante trabalho realizado por estes intervenientes na linha da frente, recordando como as suas ações devem ser apoiadas e devem continuar. Os testemunhos centrar-se-ão também na forma como estes trabalhadores continuam a combater o tráfico de seres humanos durante a pandemia COVID-19.

Participe nesta jornada e acompanhe estas histórias nas redes sociais! #EndHumanTrafficking

Descubra a campanha (disponível em francês, espanhol, inglês)

Sabia que?

  • Todos os anos, milhares de homens, mulheres e crianças são vítimas de tráfico de pessoas nos seus países no estrangeiro. Por coação, engano ou força, são explorados pela sua força de trabalho, pelo sexo ou pelos seus órgãos.
  • Mulheres (49%) e meninas (23%) representam a grande maioria das vítimas detetadas de tráfico humano.
  • A exploração sexual é a forma de exploração mais comum (59%), seguida do trabalho forçado (34%).
  • A maioria das vítimas são vítimas de tráfico dentro das fronteiras do seu país - as que são vítimas de tráfico no estrangeiro são deslocadas para os países mais ricos.

Réagir à cet articleReagir a este artigo

Alguma mensagem ou comentário ?

Fórum requer assinatura

Para participar nesse fórum, deve estar previamente registado. Por favor indique a seguir o identificador pessoal que lhe foi fornecido. Se não está registado, deve inscrever-se.

Ligaçãoinscrever-sepalavra - passe esquecida ?

Site Vaticano

Notícias Vaticano

União das Superioras gerais

Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP)

Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

Leituras da missa do dia

Santo(a) do dia

Províncias