Soeurs de Saint-Joseph de Cluny
http://sj-cluny.org/A-escravatura-moderna-Trafico-Humano
      A escravatura moderna (Tráfico Humano)

A escravatura moderna (Tráfico Humano)

« Criados à imagens de Deus, tratados como escravos…»

A pessoa humana não se deveria vender e comprar como uma mercadoria. Quem a usa e explora, mesmo indiretamente, torna-se cúmplice desta prepotência
(Papa Francisco, Brasil, 5 de Março de 2014)


A escravatura moderna atinge, hoje, 36 milhões de pessoas em todo o mundo.
Extrato do discurso do Papa Francisco de 18 de Abril de 2015 aos participantes da assembleia plenária da Academia pontifical de ciências sociais, organizada de 17 a 21 sobre o tema :
«Tráfico de seres humanos»: Questões para além da criminalidade».

«Num sistema económico mundial dominado pelo lucro, desenvolveram-se novas formas de escravatura de certa maneira piores e mais desumanas que aquelas que conhecemos no passado. Portanto, hoje mais do que no passado, somos chamados a seguir esta mensagem de redenção do Senhor denunciando-as e combatendo-as. Primeiramente, no mundo global, porque é escandaloso e «politicamente incorreto». Ninguém gosta de reconhecer que a sua própria cidade, região ou nação, conheça estas novas formas de escravatura, apesar de sabermos que quase todos os países são atingidos por este flagelo. Devemos denunciar este terrível flagelo com toda a sua gravidade.

A luz do Evangelho é um guia para todo aquele que se coloca ao serviço da civilização do amor, lá onde existem as bem-aventuranças existe uma ressonância social, que exige uma verdadeira integração dos últimos. É preciso construir a cidade terrestre à luz das bem-aventuranças, e assim caminhar em direcção ao Céu na companhia dos mais pequenos.

Mensagem do Papa Francisco Para a celebração da 48ª Jornada mundial da paz 1º de janeiro de 2015 “Já não escravos, mas irmãos”

http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/peace/documents/papa-francesco_20141208_messaggio-xlviii-giornata-mondiale-pace-2015.html

«Jornada mundial de oração e de reflexão contra o tráfico dos seres humanos»

A data de 8 de fevereiro foi escolhida para o «dia internacional de oração e de reflexão contra o tráfico dos seres humanos», a fim de coincidir com a festa de santa Josefina Bakhita. Santa Bakthita nasceu na região do Darfur no Sudão, cercado em 1868. Capturada na idade de 9 anos, foi vendida como escrava, primeiramente no seu país e mais tarde em Itália. Depois da sua vida como escrava, ela tornou-se religiosa canossiana, em Itália, onde viveu e trabalhou durante 45 anos. Morreu em 1947.

500 escravos foram confiados à Ana-Maria Javouhey


Para a posição da Congregação das Irmãs de S. José de Cluny e escravatura moderna clique no site: escravatura moderna

Réagir à cet articleReagir a este artigo

Alguma mensagem ou comentário ?

Fórum requer assinatura

Para participar nesse fórum, deve estar previamente registado. Por favor indique a seguir o identificador pessoal que lhe foi fornecido. Se não está registado, deve inscrever-se.

Ligaçãoinscrever-sepalavra - passe esquecida ?

Site Vaticano

Notícias Vaticano

União das Superioras gerais

Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP)

Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

Leituras da missa do dia

Santo(a) do dia

Províncias