Soeurs de Saint-Joseph de Cluny
http://sj-cluny.org/Celebracao-dos-150-anos-de-presenca
      Celebração dos 150 anos de presença

Celebração dos 150 anos de presença

h
h

A 23 de janeiro de 2016 as Irmãs de S. José de Cluny na Serra Leoa (África do Oeste) abriram um ano de celebrações para marcar os 150 anos de presença das Irmãs de Cluny na Serra Leoa.


As irmãs reuniram-se para a missão de inauguração na paróquia de Santo António em Freetown.

Entre os participantes havia :

  • Sua Excelência Mgr Miroslaw Adamczyk, núncio apostólico
  • O arcebispo Mgr Edward Tamba Charles
  • Mgr Henry Aruna
  • Mgr Natale Paganelli
  • O arcebispo emérito Mgr Joseph H. Ganda
  • Numerosos padres locais e missionários

Entre as dignidades presentes havia a Doutora Sinead Walsh, embaixadora da Irlanda e as “Antigas” de Freetown, Makeni et Moyamba. Sœur Clare Stanley, natural da Serra Leoa e 2ª assistente da Superiora geral, representava Sœur Claire Houareau, Superiora geral.

Ana Maria Javouhey desembarcou em 1823 em Freetown. Foi a primeira mulher europeia a pisar o solo da Serra Leoa e desde logo começou a amar o país e o seu povo. Durante as várias semanas que ela passou na Serra Leoa, cresceu nela o desejo de aí fundar uma comunidade. Foi assim “semeado” um projeto de fundação, que se realizará 43 anos mais tarde, quer dizer, 15 anos após a sua morte.

Em outubro de 1866, o primeiro grupo de Irmãs de S. José de Cluny desembarca em Freetown. 150 anos mais tarde, continuamos a beneficiar da presença das irmãs de Cluny. Durante estes 150 anos, as irmãs de todo o mundo vieram em missão à serra Leoa. Vindas de:

  • Austrália
  • Congo
  • Escócia
  • França
  • Gambia
  • Gana
  • India
  • Irlanda
  • Seychelles
  • Senegal
  • Togo
  • Trinidade

Hoje, na Serra Leoa há as comunidades de Feetown, Makeni, Moyamba, Magburaka e Kono. As irmãs põem o acento no “libertar para responsabilizar” pelo meio do apostolado da educação, cuidados de saúde e da formação. As irmãs asseguram uma educação de qualidade nas escolas de Freetown, Makeni e Kono, asseguram igualmente a educação dos deficientes auditivos em Makeli.

Os cuidados de saúde fazem-se, em grande parte, na irradiação das nossas irmãs, na clínica Loreto em Makeni e no centro de reeducação em Moyamba. A clínica Loreto desempenhou um papel muito importante durante a epidemia do Ébola.

A casa de formação para jovens interessadas na vida religiosa é em Magbura, funciona também de Noviciado de jovens doutras regiões do mundo. É pela sua presença pastoral que as irmãs continuam hoje a sua ação na Serra Leoa.

A missa de inauguração marcou o início de um ano de celebrações. Desejamos que este ano seja repleto de bênçãos.

Réagir à cet articleReagir a este artigo

Alguma mensagem ou comentário ?

Fórum requer assinatura

Para participar nesse fórum, deve estar previamente registado. Por favor indique a seguir o identificador pessoal que lhe foi fornecido. Se não está registado, deve inscrever-se.

Ligaçãoinscrever-sepalavra - passe esquecida ?

Site Vaticano

Notícias Vaticano

União das Superioras gerais

Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP)

Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

Leituras da missa do dia

Santo(a) do dia

Províncias