Soeurs de Saint-Joseph de Cluny
http://sj-cluny.org/Ana-Maria-Javouhey-sempre-da-atualidade
      Ana Maria Javouhey…sempre da atualidade

Ana Maria Javouhey…sempre da atualidade

Ana Maria Javouhey respondeu às necessidades do seu tempo. No mundo de hoje ouvimos o grito de muitas dessas mesmas necessidades que nos convida a responder como Ana Maria o fez no século XIX.


Rejeição da escravatura:

JPEG - 42.8 kb

Recusa a escravatura porque ela sabe que “filhos do Pai comum”, todos os homens são amados por Deus e chamados à felicidade, à plenitude da vida, libertando neles a imagem do seu Criador.

Permitir a outros serem eles mesmos:

Tem o cuidado de fazer existir o outro; os seus métodos de educação respeitam a autêntica natureza humana: “Os homens livres não se constrangem, persuadem-se”.

Valor pessoal e responsabilidade social:

Compreende a importância da família, da propriedade, do trabalho, do respeito pela natureza, para tornar as pessoas conscientes do seu próprio valor e da sua responsabilidade na sociedade.

JPEG - 303.5 kb

Discernimento:

Sabe discernir, numa época de perturbação e de profundas mutações, os apelos do seu tempo e dar-lhes respostas preparando assim um futuro melhor.

Mudança pela ação:

Cria as condições necessárias para fazer evoluir as situações que ela considera intoleráveis, ela analisa-as e propõe soluções e meios a empregar.

Busca da causa:

Não se contenta em levar um remédio paliativo para o mal que encontra mas vai às suas raízes para o extirpar.

A dignidade humana:

Dedica-se, com as suas Irmãs, aos doentes mentais e em dar-lhes um rosto humano quando os encontra presos e abandonados.

Capacidade de se desenvolver:

JPEG - 384.8 kb

Acredita na capacidade de cada povo, de cada pessoa para assumirem os seus próprios destinos.

Superar os preconceitos:

Ajuda os jovens Africanos que desejam ser padres, apesar dos preconceitos da época.

Prática da inculturação:

Pratica a inculturação: “conservaremos tudo o que é possível dos costumes simples que convêm ao clima; só se reformará o que não for bom.”

Capacidade da mulher:

Demonstra a influência das mulheres e a sua capacidade para fazer evoluir as sociedades; como mulher, ela própria se adianta aos costumes do seu tempo para poder realizar a sua “missão”.

Um coração aberto ao mundo:

É aberta ao universal, olha com benevolência as culturas desconhecidas, lança as suas Irmãs em longas e perigosas viagens e ela própria as faz para anunciar a Boa Nova do Amor de Deus onde não é conhecido. (C. 65)

Réagir à cet articleReagir a este artigo

Alguma mensagem ou comentário ?

Fórum requer assinatura

Para participar nesse fórum, deve estar previamente registado. Por favor indique a seguir o identificador pessoal que lhe foi fornecido. Se não está registado, deve inscrever-se.

Ligaçãoinscrever-sepalavra - passe esquecida ?

Site Vaticano

Notícias Vaticano

União das Superioras gerais

Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP)

Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

Leituras da missa do dia

Santo(a) do dia

Províncias