Soeurs de Saint-Joseph de Cluny
http://sj-cluny.org/O-Pacifico-frances
      O Pacífico francês

O Pacífico francês

A vice-província francesa do Pacífico é composta por 5 comunidades disseminadas neste vasto Pacífico, na Polinésia Francesa. A Polinésia francesa estende-se num espaço marítimo de 4 milhões de km2, uma superfície equivalente à da Europa. As 118 ilhas, todas diferentes, estão agrupadas em cinco arquipélagos com características muito marcantes.


Tahiti

  • 3 comunidades
  • 12 irmãs
  • Fundação em 1844

Marquises

  • 1 comunidade
  • 4 irmãs
  • Fundação em 1847

Raiatea

  • 1 comunidade
  • 4 irmãs
  • Fundação em 1925

Estamos situadas no arquipélago da Sociedade (constituído pelas ilhas do Vento e as ilhas do Sotavento), um conjunto de ilhas altas tropicais cercadas de lagos. Agrupa:

Tahiti, a maior das ilhas polinésias, onde se situa a capital administrativa,

Papeete, e o único aeroporto internacional do território.

Raiatea – ilha sagrada de férteis vales ….

O arquipélago das Marquises é constituído por uma dúzia de ilhas altas, espécie de fortalezas verde escuro parecendo saltar das profundezas do Oceano Pacífico, situadas a dois passos do equador e a cerca de 1 500 quilómetros de Tahiti.

TAHITI: As quatro primeiras irmãs embarcaram em Brest no «LA CHARTE ». Após seis meses de viagem, chegam às Marquises, seu destino inicial. Todavia, por causa das guerras tribais e do canibalismo, as autoridades recusaram que elas ficassem aí e dirigiram-nas para Tahiti.

A 16 de março de 1844 chegaram a Papeete e a sua tarefa imediata foi o tratamento de numerosos feridos da “guerra de Tahiti”. As irmãs de São José de Cluny cuidaram dos feridos até ao momento que foram expulsas. Em 1845 acolhem algumas jovens para lhes darem uma educação intelectual e manual. Pelo decreto de 7 de novembro de 1857, a escola das irmãs torna-se escola de meninas de Papeete. A escola tem ainda um modesto internato.

MARQUISES: Em junho de 1847, duas irmãs abrem uma escola de meninas em Vaitahu. Mas, a guerra entre as ilhas de Tahuata e de Hiva-Ao obriga-as a deixar a ilha em setembro de 1847. A 4 de março de 1864, quatro irmãs desembarcaram em Taiohae. A sua escola-internato tem mais de 80 alunas.

No Natal de 1884, as irmãs chegam a Atuona para abrirem a escola-internato das meninas, a pedido do bispo. Rapidamente ultrapassam as 110 alunas das ilhas de Tahuata e Hiva-Ao.

RAIATEA : Nas ilhas do sotavento da ilha de Raiatea, as irmãs abriram uma escola a 1 de Setembro de 1925. No mês de outubro seguinte, já existiam 80 alunas. Depois, o apostolado das irmãs de S. José de Cluny diversificou-se. Inicialmente formadas para a educação e a saúde, estas últimas têm-se adaptado às necessidades locais.

Hoje, embora já não haja irmãs professoras, todavia elas mantêm a tutela de alguns estabelecimentos escolares que elas fundaram (escola da Missão, colégio Ana Maria Javouhey em Papeete e em Raiatea, escola e colégio Santa Ana em Hiva-Ao), bem como a tutela de alguns internatos e o lar de “Maria No Te Tiaturi”.

As irmãs trabalham igualmente no sector social mantendo a tutela do centro de acolhimento da Infância “Te Maru Pererau”, pertença do organismo C.P.S. (Caixa da Previdência Social) cujo objectivo é acolher crianças entregues pelo juiz de menores e dar-lhes uma educação humana e espiritual.

Dedicam-se também na reinserção social e profissional dos reclusos. Uma das nossas irmãs dá-lhes aulas de preparação para o exame Brevet do Diploma Nacional.

Contatos:

  • Site :
  • Email : vpcluny.pf chez outlook.fr
  • Endereço: Quartier de la Mission, B.P. 2069, 98713 Papeete, Tahiti, Polynésie française
  • Telefone: + 689 40 43 52 08

Réagir à cet articleReagir a este artigo

Alguma mensagem ou comentário ?

Fórum requer assinatura

Para participar nesse fórum, deve estar previamente registado. Por favor indique a seguir o identificador pessoal que lhe foi fornecido. Se não está registado, deve inscrever-se.

Ligaçãoinscrever-sepalavra - passe esquecida ?

Site Vaticano

Notícias Vaticano

União das Superioras gerais

Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP)

Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

Leituras da missa do dia

Santo(a) do dia

Províncias